LEITURA E ESCRITA COMO FONTE DE PRAZER

Autores/as

  • Mtda. Fabiana Gomes da Silva
  • Lic. Rinaldo Vitorino de Freitas
  • Mtdo. Tanilson Enedino da Silva

Palabras clave:

Leitura, Escrita, Prazer, Autonomia

Resumen

A linguagem é constitutiva da ação humana material essencialmente interativo. Assiste-se a uma revolução tecnológica de expressiva magnitude nos mais diversos campos sociais. O aprendiz do século XXI transita de uma modalidade de aprendizagem de leitura e escrita de forma analógica, por meio de livros e textos para um mundo altamente digital. Ainda que sobre este novo paradigma ainda se entende como dificultoso o desenvolvimento do hábito leitor e escritor. As escolas, ainda que com poucos recursos, acaba por investir nas novas tecnologias como meio de dirimir esta distância que o aluno possui da leitura. Sabe-se que através do desenvolvimento das habilidades e competências leitora e escritora abre-se espaço para a formação de seres críticos e reflexivos com capacidade de se expressar e omitir opiniões em todos os campos sociais que lhes for requerido este conhecimento

Publicado

2020-06-02

Número

Sección

Artículos

Artículos más leídos del mismo autor/a